"Am I a perfect candidate to participate in this kind of projects?"

ONG | Educação não formal | Projetos internacionais

O meu nome é Joana, tenho 32 anos e sempre gostei de conhecer novas pessoas, sítios e culturas. Acompanho a Nó Górdio desde a sua formação e já tive oportunidade de participar em algumas mobilidades internacionais através da associação.
O facto de a Nó Górdio ter pessoas com muita experiência neste tipo de projetos e disponíveis para esclarecer todas as minhas dúvidas e acalmar algumas inseguranças faz-me sentir segura e confiante. Qualquer questão que possa surgir, cá ou noutros países, sei que posso contar com o apoio da Nó Górdio.
Já estive em sítios fantásticos e conheci pessoas de toda a Europa com quem mantenho contacto ainda hoje. Sem dúvida que me proporcionou experiências que nunca teria de outra forma ou a viajar em turismo. A melhor parte? Todas as despesas são suportadas pelo programa Erasmus+, para que todas as pessoas possam participar!

Joana

Olá, eu sou a Cláudia, tenho 28 anos e participei no primeiro projeto do programa Erasmus + através da Nó Górdio, no Chipre. Sempre gostei de conhecer outras pessoas, de passear e de aprender, contudo, nunca fui aventureira e a ideia de fazer longas viagens, tantos dias fora da minha zona de conforto, deixava-me um pouco apreensiva.
Participar no projeto "Out of the Box" mudou completamente a minha perspetiva e deixou-me com muita vontade de conhecer culturas diferentes. Com esta oportunidade, percebi que sou mais criativa e aventureira do que pensava e percebi que sair da zona de conforto pode ser muito enriquecedor e trazer-me experiências inesquecíveis.
Senti que saí do projeto com mais competências sociais, mais segura de mim e enriqueci também o meu currículo. Ao longo do projeto, senti-me sempre num ambiente seguro e tive o acompanhamento constante da Nó Górdio. Foi sem dúvida uma experiência incrível que espero repetir e recomendo a toda a gente!

Cláudia

Eu participei no meu primeiro projecto Erasmus com a Nó Górdio. Ao aproveitar esta oportunidade, esperava viver uma experiência diferente e sair da minha zona de conforto. Fui para o Chipre participar num projeto chamado "Out of the Box" e foi life changing para mim!
Regressei a casa deste projecto com uma compreensão mais real das diferenças culturais que existem entre os vários países da Europa, boas amizades, boas memórias e com uma versão melhor de mim.
Além dos aspectos divertidos do intercâmbio, agora também tenho algo a colocar no meu CV para me fazer sobressair um pouco de qualquer outra pessoa.
Durante todo o processo a Nó Górdio esteve sempre a acompanhar os participantes e fez com que toda a experiência fosse mais tranquila e prazerosa!

António

Começo por me apresentar. O meu nome é Luís Ferreira, tenho 37 anos e sou professor de Educação Física. Através da Associação Nó Górdio, já tive a possibilidade de participar em dois projetos de mobilidade para “Youth Workers”, que me permitiram conhecer quatro países, a saber: Polónia (Rzezów), Finlândia (Seinajoki), Chipre (Pedoulas) e Georgia (Tbilisi e kobuleti). Além desta oportunidade ímpar, sem a qual seria muito difícil algum dia visitar estes países, há alguns pontos que quero destacar e que me fazem estar muito agradecido por esta oportunidade. Em primeiro lugar, nestes projetos de mobilidade temos a oportunidade de confraternizar com vários participantes das mais variadas nacionalidades e culturas, fazendo com que a cada contacto, se possa conhecer um pouco mais desta Europa da qual fazemos parte. De seguida, temos a oportunidade de melhorar a escrita e a oralidade no inglês, sendo a língua universal que nos permite aprender e confraternizar em todo o projeto. Além do já referido, destaco os contactos e amizades que criamos e que nos acompanham ao longo da vida, sendo também uma porta de entrada para outros países e culturas, pelas relações estabelecidas com os nossos pares. Por último e não menos importante, todas as skills, aprendizagens e energia positiva que trazemos dos projetos, fazem-nos crescer enquanto pessoas e profissionais, o que leva a uma melhoria da nossa forma de estar nas áreas profissionais e pessoais.
Finalizo, destacando que já estou ansioso pela próxima oportunidade para participar num projeto de mobilidade Erasmus+. Obrigado, A. Nó Górdio.

Luís Ferreira Professor de Educação Fisica
EnglishPortuguese